INFORME PÚBLICO

INFORME PÚBLICO
LEILÃO ONLINE E PRESENCIAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIRÉ-CE

domingo, 14 de maio de 2017

Semana da Luta Antimanicomial será realizada de 15 a 18 de maio, pelo CAPS de Cariré-CE; confira aqui a programação

DIVULGAÇÃO: CAPS I de Cariré-CE
Em comemoração ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, a equipe de profissionais do CAPS I de Cariré, preparou uma semana especial com algumas atividades, como; roda de conversa, exibição de Filme e Caminhada. 

Dia Nacional da Luta Antimanicomial - O 18 de Maio destaca o movimento social pela luta antimanicomial que impulsionou a reforma psiquiátrica brasileira, possibilitando a criação da rede de serviços substitutivos aos manicômios, para um cuidado integral e em liberdade.

Uma das conquistas desse movimento foi a Lei 10.216/2001, que determina o fechamento progressivo dos hospitais psiquiátricos e a instalação de serviços substitutivos.
Desde então, o Brasil tem fechado leitos psiquiátricos e aberto serviços substitutivos: os CAPS - Centros de Atenção Psicossocial, as Residências Terapêuticas, Programas de Redução de Danos, Centros de Convivências, as Oficinas de Geração de Renda, etc.

Lutar pelos direitos de cidadania dos usuários de serviços de saúde mental significa incorporar-se à luta de todos (as) os (as) trabalhadores (as) por seus direitos à saúde, justiça e melhores condições de vida.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define a saúde mental de um modo muito interessante e positivo, a saúde mental é entendida como “o estado de bem-estar no qual o indivíduo realiza as suas capacidades, pode fazer face ao stress normal da vida, trabalhar de forma produtiva e frutífera e contribuir para a comunidade em que se insere”.

Esta definição envolve aspectos ligados ao bem-estar e à qualidade de vida da pessoa em todas as suas dimensões, ou seja, insere uma visão global do ser humano, o que é importante, pois nos convida a refletir sobre a saúde mental de outra maneira: olhar para além da doença e das deficiências mentais.

Pensar a saúde mental a partir dessa ótica possibilita-nos quebrar as barreiras do preconceito e dos estigmas, e perceber que toda e qualquer pessoa está suscetível a desenvolver algum transtorno mental.

*** Texto informativo enviado por Irandir Pereira - assistente social do CAPS I de Cariré-CE ***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.