sexta-feira, 30 de junho de 2017

“Cheguei a pensar em me matar”, diz mãe de bebê sequestrado

A quinta-feira (29/6) foi o dia mais angustiante da vida de Arlete Bastos. A faxineira desempregada de 29 anos viveu a tensão de não saber se veria novamente a filha, de 3 meses. Valentina foi sequestrada pela manhã no Conic, enquanto a mãe fazia um exame admissional para uma possível vaga de emprego.

A criminosa é uma mulher que tinha se aproximado da família no início da semana apenas com o objetivo de sequestrar a criança. “Cheguei a pensar em me matar caso não visse mais minha filha”, disse a mulher.
Já com a filha no colo, no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) em Planaltina de Goiás, Arlete conversou com o Metrópoles e contou como Cevilha Moreira dos Santos, 44 anos, a abordou.

“Ela me procurou em casa na segunda-feira (26), dizendo que era assistente social. Prometeu me arrumar um emprego e por isso fui ao Conic fazer o exame. Só tive tempo de entrar na sala e, quando vi, ela tinha sumido com a Valentina”, disse Arlete, que mora com a família na Vila Rabelo 2, em Sobradinho.

Segundo a faxineira, como Cevilha nunca manifestou qualquer interesse estranho no bebê, ela nem desconfiou que estava sendo vítima de uma criminosa quando entregou a filha. “Fiquei desesperada. Só pensava que ela queria matar minha filha”, disse Arlete. Passado o susto, a mulher só quer voltar para casa com Valentina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... '