quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Cariré já realizou a primeira reunião do ano, com uma pauta bem movimentada

Na última segunda-feira, dia 30 de janeiro, às 14h, aconteceu na Casa dos Conselhos, a primeira reunião ordinária de 2017 do Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Cariré-CE, com a pauta bem movimentada. Na ocasião, o presidente do CMS, Francisco Douglas Farias, apresentou aos membros conselheiros presentes, a nova secretária municipal da Saúde de Cariré, enfermeira Letícia Reichel dos Santos; a nova coordenadora da Atenção Básica da Secretaria Municipal da Saúde, enfermeira Angelina Melo Mesquita, além da nova coordenadora de Epidemiologia, enfermeira Arminda Evangelista de Morais.

Por sua vez, o atual presidente do CMS de Cariré, Francisco Douglas Farias, falou mais uma vez sobre a importância do Conselho Municipal de Saúde, que será reestruturado no mês de março de 2017.

Por outro lado, a nova secretária municipal da Saúde, Dra. Letícia Reichel dos Santos disse que estava bastante preocupada com a infestação das larvas do Aedes aegypti, reforçando que todos nós temos que realizar um grande trabalho de combate ao temível mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Por sua vez, o conselheiro Virgílio Félix pediu um aparte e sugeriu a introdução do mosquito transgênico em nosso meio.

Já a nova coordenadora da Atenção Básica à Saúde, Dra. Angelina Melo Mesquita falou que está havendo uma certa resistência por parte dos moradores em não facilitar os agentes de endemias entrar em suas residências para procurar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti. Ela afirmou ainda que existem casos de calazar no Município, ao mesmo tempo em que solicitou o empenho dos agentes de endemias para realizar um trabalho de conscientização junto aos moradores e aos proprietários de terrenos de terrenos baldios.

Adauto Eleotério Araújo
Enquanto isso, o secretário de Meio Ambiente de Cariré, Adauto Eleotério Araújo, que estava presente à reunião, falou sobre a coleta de lixo seletivo que será realizada inicialmente nas residências do Município, evitando assim que os moradores venham a jogar esse lixo na via pública. Por sua vez, alguns conselheiros denunciaram que há moradores que jogam o lixo nas ruas, em vez de jogá-lo na lixeira. Exemplo disso é que na sede municipal, às margens da linha do trem, estão jogando grandes quantidades de lixo, ocasionando transtornos aos moradores daquela área. 

Por outro lado, a conselheira municipal de saúde de nome Maria denunciou que na localidade de Cacimbas "estão pegando lixo de outros municípios e trazendo para Cacimbas". Segundo a informante,  esse lixo demora muito para ser recolhido, ao mesmo tempo em que pediu providências para solução do problema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... '