sábado, 2 de julho de 2016

Açude Araras está praticamente vazio: capacidade máxima caiu para 5%

Varjota. Há 15 anos, o agricultor Francisco Carlos Farias de Sousa deixou Itapajé, onde nasceu, em busca de uma vida melhor com a família. A experiência com o trabalho no campo o fez largar o plantio de legumes e investir em frutas. O cultivo de bananas se destacava, naquela época, no município de Varjota, e continuou ajudando a alimentar a família do agricultor, até que a estiagem dos últimos anos, mudou drasticamente a realidade de quem sobrevive do que a terra produz.

Sem chuvas suficientes, o nível do Açude Paulo Sarasate (Araras), que tem capacidade máxima de 1 bi de m³, caiu para 5%, atingindo as grandes e pequenas áreas de cultivo. No início deste ano, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) suspendeu por completo o fornecimento de água para irrigação, priorizando o consumo humano, o que causou um grande êxodo de pequenos produtores que têm abandonado as áreas de plantio, não apenas no Perímetro Irrigado Araras Norte, mas em toda a região, em busca de oportunidades.

Leia a matéria completa, clicando no link abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... '